Planejando novas conquistas

Assessoria de Imprensa
Por Assessoria de Imprensa junho 25, 2013 21:23

Planejando novas conquistas

LubeckA respeito do foco das recentes manifestações sobre os movimentos deflagrados em todo o país pelo MPL Movimento Passe Livre.  Um movimento que começou fora do Estado de São Paulo, que tinha como objetivo central o protesto contra o aumento dos preços dos transportes, mas que tomou uma proporção inesperada depois dos atos de violência, em São Paulo, contra civis e jornalistas.

Um fenômeno, turbinado pelas redes sociais, que passou a ser chamado de “Inverno brasileiro” em uma comparação com o movimento “Primavera Árabe”.  O que antes era apenas o apelo por um transporte mais digno, se transformou em um movimento político apartidário, de proporções gigantescas, e que conquistou, com a voz das ruas, a revogação do aumento nas passagens de ônibus e Metrô em São Paulo, que voltaram a custar R$ 3,00. Anteriormente os governos estadual e municipal haviam declarado que os aumentos eram irrevogáveis, mas tiveram que recuar.

Essa conquista representa o fim do movimento? Acredito não, apenas uma pausa para o planejamento de novas conquistas.

O sucesso alcançado está despertando o interesse da juventude, que viu na união e na mobilização, a possibilidade de mudança de processos decisórios através da força da população. Isso faz repensar a democracia participativa, demonstrando a fragilidade e o distanciamento da população dos partidos políticos existentes e a discrepância de sua força dentro do congresso, onde negociam decisões importantes sem a participação dos eleitores.

O futuro desse movimento e as novas bandeiras que irá levantar, após essa conquista, pode representar um novo marco na história política do Brasil, que pode ajudar a gerar mais confiança em nossas instituições. Por outro lado, a ausência de lideranças, a impressão de falta de foco, o risco de transformar os movimentos em massa desgovernada, que comprometeriam as possibilidades reais de conquistas e favoreceriam um golpe.

Doutor Edivaldo Lubeck, Secretário-Geral da 62ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Diadema, formado em Direito pela Universidade São Marcos, em 2000, e especializado em Direito da Tecnologia da Informação

Assessoria de Imprensa
Por Assessoria de Imprensa junho 25, 2013 21:23
Escrever um comentário

sem comentários

Ainda não há comentários!

Deixe-me lhe contar uma história triste! Não existem comentários ainda, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

Escrever um comentário
Ver comentários

Escrever um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*