OAB de Diadema vai encaminhar ao Ministério Público relatório de vereadores do PT

Assessoria de Imprensa
Por Assessoria de Imprensa maio 8, 2013 17:07

OAB de Diadema vai encaminhar ao Ministério Público relatório de vereadores do PT

Documento entregue pela bancada petista à diretoria da Subseção contém possíveis irregularidades cometidas pelo governo do prefeito Lauro Michels

A 62ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Diadema recebeu na Casa do Advogado, na tarde desta quarta-feira (8), relatório das mãos dos vereadores Josa Queiroz, Lilian Cabrera, José Antônio, Manoel Eduardo Marinho, o Maninho, Orlando Vitoriano e Ronaldo Lacerda, todos do Partido dos Trabalhadores (PT), com possíveis irregularidades em propagandas espalhadas pela cidade pelo governo do prefeito Lauro Michels (PV). A diretoria da OAB de Diadema se comprometeu a encaminhar o relatório ao Ministério Público para que sejam tomadas as devidas providências.

Na semana passada, Josa utilizou a tribuna durante a sessão ordinária na Câmara Municipal para criticar o setor de Comunicação do governo e destacou alguns artigos da Lei Orgânica Municipal (LOM) que o prefeito estaria desrespeitando e que poderia ser caracterizada improbidade administrativa. Durante o encontro de ontem, Josa pediu ajuda aos diretores da OAB local para que o processo fosse instaurado e as dúvidas levantadas pudessem ser sanadas. “Mesmo depois da denúncia que apresentamos na Câmara, o governo continua fazendo irregularidades. Por isso, queremos a contribuição da OAB de Diadema para que haja apuração dos fatos”, disse Josa. “A OAB é imparcial e esperamos a colaboração de vocês para nos ajudar”, acrescentou Maninho.

Em seu discurso aos vereadores, a presidente da Subseção de Diadema, doutora Marilza Nagasawa, disse que encaminhará o relatório ao Ministério Público, já que a OAB não tem legitimidade para investigar as denúncias. A presidente ressaltou ainda que a atenção seria dada a qualquer morador da cidade. “A diretoria da OAB vai se reunir para analisar os documentos e daremos encaminhamento ao MP. Não podemos emitir qualquer juízo de valor se não temos resposta de todos os envolvidos. Não estamos a serviço nem de A nem de B e qualquer vereador ou munícipe poderia trazer a denúncia e atenção seria a mesma. Queremos apenas que a justiça seja feita e as coisas sejam investigadas como devem ser”, destacou doutora Marilza.

Ainda durante o encontro, o Secretário Geral da OAB de Diadema, doutor Edivaldo Lubeck, lamentou a falta de interesse dos demais vereadores da cidade em apurar se realmente houve irregularidade no processo. “Temos 21 vereadores em Diadema e apenas seis tiveram esse interesse. Esperamos que os demais também demonstrem a vontade de investigar qualquer irregularidade, já que são representantes do povo”, afirmou.

Assessoria de Imprensa
Por Assessoria de Imprensa maio 8, 2013 17:07
Escrever um comentário

sem comentários

Ainda não há comentários!

Deixe-me lhe contar uma história triste! Não existem comentários ainda, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

Escrever um comentário
Ver comentários

Escrever um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*