OAB de Diadema se reúne com secretário de Defesa Social e discute parcerias em benefício da cidade

Assessoria de Imprensa
Por Assessoria de Imprensa abril 10, 2013 11:51

OAB de Diadema se reúne com secretário de Defesa Social e discute parcerias em benefício da cidade

A diretoria da 62ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Diadema participou, na tarde de hoje (10), de reunião com o secretário de Defesa Social da cidade, Eduardo José Félix de Oliveira, para discutir parcerias com os advogados da cidade em prol de benefícios para os moradores de Diadema. Durante a reunião, a presidente da OAB de Diadema, doutora Marilza Nagasawa, afirmou que a Subseção está disposta a colaborar na ampliação de políticas públicas em benefício à população. Além da presidente, também participaram do encontro o Vice-presidente, doutor Arnaldo Henrique Bannitz; o Secretário Geral, doutor Edivaldo Lubeck; e o presidente da Comissão de Segurança Pública, doutor Renato Moreira Figueiredo.

“Queremos auxiliar nas discussões de benefícios para a população de Diadema. Todos nós temos deficiências, mas estamos unidos na busca por soluções e caminhos que, sem dúvida, vão colocar a nossa cidade em lugar de destaque entre as melhores do país. No que depender da OAB de Diadema, pode ter certeza de que vamos colaborar”, disse a doutora Marilza. “Nossa diretoria está iniciando e estamos ávidos para trabalhar em prol da nossa cidade. Pode ter certeza de que poderá contar conosco”, emendou o vice-presidente, doutor Bannitz.

O secretário agradeceu o apoio o apoio e empenho da OAB e aproveitou a oportunidade para explicar sobre programas que estão sendo desenvolvidos na cidade. Entretanto, o titular da Pasta ressaltou que é preciso ampliar as parcerias com os entes públicos para que sejam oferecidas oportunidades, principalmente, aos jovens de Diadema. “Sempre trabalhei em conjunto com a OAB e agradeço a atenção dos advogados da cidade. É uma união importantíssima para que possamos melhorar Diadema. Não basta, por exemplo, enfrentar o crime com armamento pesado. É preciso oferecer uma oportunidade ao jovem da periferia. Temos que cuidar dos nossos jovens”, destacou Félix de Oliveira.

Sobre o Comad (Conselho Municipal de Políticas sobre Álcool e outras Drogas), o Secretário Geral da Subseção aproveitou para dar uma sugestão. “Você não vê a população tendo maior participação no Comad. A lei está privilegiando mais membros dos órgãos governamentais do que a sociedade civil que é a mais interessada nesse assunto. Temos que discutir uma forma de abrir mais espaço para a comunidade, principalmente os jovens”, sugeriu Lubeck.

Assessoria de Imprensa
Por Assessoria de Imprensa abril 10, 2013 11:51
Escrever um comentário

sem comentários

Ainda não há comentários!

Deixe-me lhe contar uma história triste! Não existem comentários ainda, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

Escrever um comentário
Ver comentários

Escrever um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*