OAB de Diadema participa da campanha Outubro Rosa

Assessoria de Imprensa
Por Assessoria de Imprensa outubro 31, 2013 22:41

OAB de Diadema participa da campanha Outubro Rosa

Funcionários da OAB de Diadema se vestiram de rosa no último dia da campanha

Funcionários da OAB de Diadema se vestiram de rosa no último dia da campanha

A 62ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Diadema, por meio da Comissão da Mulher Advogada, presidida pela doutora Maria Regina Matsuoka, aderiu à Campanha de Prevenção ao Câncer de Mama e de Colo de Útero denominada “Outubro Rosa”. Comemorada em todo o mundo, o nome da campanha remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

A presidente da OAB de Diadema, doutora Marilza Nagasawa, reafirmou desde o começo o seu apoio na campanha e reforçou que a subseção está empenhada em alertar, principalmente as mulheres, na prevenção do câncer de mama. “A OAB de Diadema não poderia ficar de fora de uma campanha que pretende chamar a atenção das pessoas para a prevenção ao câncer”, afirmou. Nesta quinta-feira (31), último dia da campanha que durou todo o mês de outubro, toda a equipe que compõe a subseção se vestiu de rosa para chamar atenção da sociedade.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) revelam que o câncer de mama é o segundo tipo da doença mais frequente no mundo, respondendo por 22% dos casos de câncer em mulheres. Por isso, para prevenir a câncer de mama, tenha uma dieta equilibrada, pratique exercício físico e faça a mamografia regularmente. São fatores de risco a idade avançada, o uso prolongado de hormônios femininos, o excesso de peso e o histórico familiar.

Já o câncer de colo de útero é detectado facilmente pelo exame Papanicolau e é o segundo mais frequente entre as mulheres, perdendo apenas para o de mama. Este tipo de enfermidade pode surgir após infecção persistente pelo papiloma vírus humano (HPV). Estudos demonstram que o vírus está presente em mais de 90% dos casos de câncer cervical. A prevenção pode ser feita com o uso de preservativos durante a relação sexual para evitar o contágio pelo HPV.

Assessoria de Imprensa
Por Assessoria de Imprensa outubro 31, 2013 22:41
Escrever um comentário

sem comentários

Ainda não há comentários!

Deixe-me lhe contar uma história triste! Não existem comentários ainda, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

Escrever um comentário
Ver comentários

Escrever um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*